Top Gun: Maverick

No icônico ano de 2020 um de seus lançamentos talvez consiga o fantástico feito de agregar a gregos e a troianos. Ou melhor, ao público jovem e ao público mais maduro.

Após uma longuíssima e, a principio imaginada interminável espera a tão desejada sequência de Top Gun: Ases Indomáveis, sucesso do já longínquo ano de 1986 que catapultou Tom Cruise à condição de astro será lançada.

E ela se chama Top Gun: Maverick. E poderá atrair aos jovens que gostam de filmes que possuem grandes cenas aéreas bem como aos fãs mais maduros do primeiro filme. Será possível mesmo?

Sinopse

34 anos depois de “Top Gun: Ases Indomáveis” Tom Cruise retorna à Marinha para auxiliar a formação da elite de pilotos da força militar.

Se no primeiro filme ele era um dos alunos com mais potencial na sequência ele retornará como o professor, que tem a dura missão de mostrar aos alunos que os pilotos ainda são mais importantes do que a tecnologia, e consequente ameaça, fornecida pelos drones para guiar seus jatos.

O embate maior do filme se dá entre a filosofia de Maverick, um piloto “a moda antiga” em pleno 2020 e seus futuros pupilos, que nasceram em um contexto onde as guerras tem a tecnologia como fator de grande importância.

Direção

Joseph Kosinski foi o escolhido pela produção para substituir a Tony Scott depois de sua morte. O diretor foi responsável pelo sucesso “Tron, Legacy” e já está acostumado a trabalhar com o astro Tom Cruise desde “Oblivion”.

Mas o reconhecimento da crítica veio com “Homens de Coragem”, que conta com alguns atores escalados para “Maverick”: Jennifer Connely e Miles Teller.

Elenco

Tom Cruise e Val Kilmer estarão de volta à sequência reprisando seus papéis. O primeiro repetirá a personagem Peter “Maverick” Mitchel, enquanto que o segundo será Tom “Iceman” Kazanski.

Miles Teller interpretará Bredley Bradshaw, filho de Goose, melhor amigo de Maverick que faleceu no primeiro filme.

O elenco está recheado de estrelas. No lugar de Kelly McGillis, par romântico de Cruise no primeiro filme e que não estará no segundo, Jennifer Connely. Ed Harris, Glenn Powell e John Ham também comporão o elenco.

Trailer

O trailer começa com a imagem de uma cordilheira coberta de neve seguida pelo estrondo do motor de um jato que passa por ela. Logo há o corte para uma porta e em seguida a silhueta de um homem: Maverick

Em off podemos ouvir: “O instrutor de vocês é um dos melhores homens formados pelo programa”. Seguem-se mais cenas, ora mostrando manobras aéreas e um homem em sua motocicleta em alta velocidade chegando à base.

“Os feitos dele são lendários”, diz a narração em off. Em seguida vemos um galpão com vários pilotos ouvindo à voz dizer: “O que eles vão ensinar a vocês pode significar a diferença entre a vida e a morte”.

Vemos novamente os jatos com Maverick agora em ação realizando uma de suas “lendárias” manobras. Um corte é feito e o vemos em uma sala com outros dois homens. “A sua reputação é conhecida”, diz um deles. Maverick responde: “Eu tenho que admitir que não estava esperando o convite”. Ao passo que um terceiro diz: “São ordens Maverick”.

Uma cena panorâmica de um porta aviões é mostrada com a personagem de Tom Cruise encaminhando-se para seu jato e decolando para exercícios com outros pilotos. Ele diz: “Bom dia aviadores. Aqui é seu capitão. O exercício hoje é Torch Fight”.  Ao ouvir a mensagem pelo rádio um dos pilotos diz: “Dois contra um? Ele deve estar brincando…”, seguido do riso debochado dele e de outros.

Ao passar entre dois jatos o espanto: “O que é isso?”. O trailer continua com cenas de treinamento, as eventuais brigas, as personagens de Cruise e Jennifer Connely e outras cenas de batalhas aéreas. Tudo o que os fãs aguardam há mais de 30 anos.

Lançamento

A produção do longa metragem é da Skydance Media, Jerry Bruckheimer FilmsTC Productions e Tencent Pictures. Já a distribuição estará a cargo da Paramount Pictures

Top Gun: Maverick chegará aos cinemas no dia 20 de Junho de 2020. Em uma época onde os efeitos visuais tem tanto peso na trama será interessante assistir a um filme onde um dos elementos principais apresenta exatamente um confronto entre a importância do elemento humano (os pilotos) contra a tecnologia (os drones).

Mabel Magalhães

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo